Search Here!!!

domingo, 26 de dezembro de 2010

Ofensiva da Cannabis Medicinal



O movimento pelo reconhecimento da utilização médica da cannabis nos EUA entra em etapa ofensiva. A irracionalidade que justifica a perseguição à planta vêm se tornando mais evidente, e a cada dia cidadãos e grupos vão retomando seus direitos cognitivos, se organizando e atuando através de processos legais contra o grande gerador e mantenedor desta situação surreal de proibição - o governo americano.

A ACLU (American Civil Liberties Union) está protestando judicialmente contra a política do DEA (Drug Enforcement Agency) de bloquear o desenvolvimento de pesquisas científicas privadas - e aprovadas pelo FDA (Food and Drug Administration) - que poderiam levar a aprovação da cannabis como medicamento. De fato, a ACLU está representando o Prof. Lyle Clarke, especialista em plantas aromáticas e medicinais da Universidade de Massachusetts que há mais de 4 anos luta para conseguir uma licença do DEA para produzir plantas em condições de serem utilizadas em pesquisas científicas.

"Apesar da ação de controle do DEA o público merece, e crescentemente exige, uma avaliação científica justa e completa sobre os possíveis benefícios médicos da cannabis. Como cientista, é meu trabalho produzir plantas para pesquisas. A recusa do DEA em permitir o cultivo de cannabis para pesquisa impede o acesso especializado às propriedades potencialmente medicinais desta planta"

Lyle Craker, Ph.D. - University of Massachusetts Professor
É realmente fascinante a lógica do DEA: afirma que não existem estudos que provem a eficácia do uso medicinal da cannabis, e ao mesmo tempo bloqueia o desenvolvimento de qualquer pesquisa neste sentido. Mas as contradições não estão passando de forma desapercebida como até há algum tempo atrás, o que se confirma pela cobertura favorável dos editoriais da imprensa no assunto (NYTimes, Boston Phoenix, NewStandard, etc.)

A M.A.P.S. através de Rick Doblin, seu presidente, também está processando o governo americano por não fornecer o material (cannabis) destinado a pesquisas aprovadas pelo FDA, dentre elas a que testa o uso de vaporizadores para a ingestão segura (eliminando a fumaça) dos princípios ativos da planta. No presente caso, Doblin irá testemunhar como a aprovação da licença ao Prof. Craker iria beneficiar o interesse público ao prover condições adequadas para estudos de qualidade no assunto, e aproveitando a oportunidade de observador privilegiado, está publicando um blog que acompanha o caso de perto. Vale à pena ficar ligado no que acontece por lá.

4 comentários:

  1. por mim mandava-mos era uma bomba no governo americano eles so sabem fazer porcaria ;) temos de fazer uma revoluçao contem comigo se puder ajudar em alguma coisa ! teem aqui o meu mail alguma coisa comuniquem.
    rita rosendo
    Portugal, aveiro
    -> ritarosendo_kp@hotmail.com

    ResponderEliminar
  2. estou a fazer, tentar... primeira seedbank cannabis nacional e preciso só de pessoal com boa onda e honestos para comecar, necessito tb pessoal com conhecimentos em angola e mocambique quero desesperadamente strains landraces desses paises ou seja sementes de plantas sativas puras desses paises para me lancar no mercado, tenho espaco e conhecimentos, alguem interessado ou k me possa ajudar, saibam fazer um site, ou queiram fazer parte da empresa, podem mandar-me um email, a verdade é k o pessoal fala fala mas kuando chega altura de fazer alguma coisa cortam-se a unica maneira de tornar erva legal é torna-la comercial é mostrar que tem usos diferentes e dar-lhe uma face empresarial, um produto, ou vários criar cadeia de servicos produtos onde nao podem ilegalizar uma ponta por que destruirá tudo, sendo essa planta de cannabis, texteis, medic, sementes, comida, papel etc... espanha ja tem 12 empresas e eles n brincam em servico, tem melhores strains mundiais...lembrem-se pk é k eles legalizaram consumo nos anos 90... foi pk toda gente fumava e eles n podem prender toda gente, se houverem empresas a injectar dinheiro na economia serám legalizadas e serao depois as primeiras as mais solidas no pais mais qualidade e renome int., portugal é o´melhor pais da eu para se produzir sementes... mandem emails p revolution_gonzo@hotmail.com obrigado colectivo monte da lua sintra

    ResponderEliminar
  3. As sementes de cannabis em Portugal são proibidas, e o seu comercio ilegal.... é apenas um aviso....

    ResponderEliminar

Diz o que pensas...