Search Here!!!

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Pílula de maconha melhora o apetite e o sono de pacientes com câncer

O consumo de um composto extraído da maconha têm efeito benéfico em pacientes com câncer que perdem o apetite e o paladar devido a tratamentos como quimioterapia, segundo estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Alberta e Edmonton, no Canadá, e publicado na revista "Annals of Oncology".
Pessoas que sofrem de câncer perdem o apetite em decorrência da doença e dos tratamentos que afetam sentidos como paladar e olfato. Assim eles terminam comendo menos e ficam ainda mais vulneráveis ao tumor. A experiência foi realizada com apenas 21 pacientes com metástases e com a metodologia duplo-cego, na qual médicos e voluntários não sabem o que estão receitando e tomando, respectivamente. Então 11 receberam cápsulas com 2,5mg a 5mg, podendo chegar a 20mg, do princípio ativo da maconha (o tetrahidrocanabinol, o THC) durante 18 dias, e o restante tomou pílulas inativas (placebo).

Os resultados mostraram que o grupo que recebeu o THC aumentou o interesse pela comida em 73%, contra, 30% do grupo controle. Além disso, 55% disseram que o paladar melhorou, e apenas 10% no grupo controle. Pelo menos 64% recuperaram o apetite. Já no grupo placebo nenhum dos pacientes teve o mesmo benefício. Os pacientes que tomaram o composto relataram ainda que passaram a dormir melhor e se sentiam mais relaxados.

- Esta é a primeira pesquisa clínica aleatória que demonstra que o THC ativa o sentido do paladar e o apetite em pacientes com tumores avançados, ao mesmo tempo que relaxa e melhora o sono. Os dados são surpreendentes - disse o professor Wendy Wismer, da Universidade de Alberta.

Agora os pesquisadores precisam fazer testes com um número maior de pacientes para confirmar os dados e saber se não há efeitos colaterais com o composto. Apesar de comerem mais proteínas, a melhora do apetite dos pacientes não significou um maior consumo de calorias, uma medida importante para melhorar a nutrição nesses casos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Diz o que pensas...