Search Here!!!

domingo, 7 de agosto de 2011

Mais da metade dos americanos consome bebidas alcoólicas


Mais da metade dos americanos com mais de 12 anos consome bebidas alcoólicas, quase um quarto se embebedouno último mês, e um em cada 14 adolescentes fez uso de maconha, segundo um relatório sobre o abuso de substâncias químicas elaborado por uma agência governamental dos Estados Unidos.

Um total de 52% dos 137.436 americanos entrevistados em 2008 e 2009 disseram ter bebido no último mês, aponta o relatório, divulgado no fim de julho pela Administração dos Serviços de Saúde Mental e Abuso de Substâncias (SAMHSA, sigla em inglês).

O consumo de bebidas alcoólicas é mais frequente entre os 18 e 25 anos, e o estado de New Hampshire registrou o maior índice: 75% dos adultos jovens disseram ter bebido no último mês, segundo o relatório.

Nos 50 estados americanos, a idade permitida para o consumo de álcool é de 21 anos, embora haja exceções. Muitos estados permitem que menores bebam em locais privados, com o consentimento dos pais.

Segundo a SAMHSA, 23,5% dos americanos beberam em excesso no último mês, ou seja, consumiram cinco doses ou mais. Em Dakota do Norte, quase um em cada três habitantes embebedou-se no mês passado, o índice mais alto dos Estados Unidos.

O número de americanos que fizeram uso de maconha no mês anterior à consulta também aumentou em 2008 e 2009: 6,4% dos americanos com mais de 12 anos disseram ter consumido a droga, contra 6% em 2007-2008.

No grupo de 12 a 17 anos, o uso de maconha caiu, mas 7% dos adolescentes americanos ainda consumiam cannabis, segundo o relatório.

Os 10 estados que registraram o maior consumo de maconha foram Alasca (norte), Colorado (oeste), Washington D.C. (leste), Havaí, Maine (nordeste), Massachusetts (nordeste), New Hampshire (nordeste), Oregon (noroeste), Rhode Island (leste) e Vermont (nordeste).

A maconha para uso medicinal é permitida em todos os estados, menos Massachusetts e New Hampshire. O relatório foi baseado em pesquisas nacionais sobre o consumo de drogas e a saúde de 2008 e 2009.

Fonte: AFP

Sem comentários:

Enviar um comentário

Diz o que pensas...