Search Here!!!

sábado, 2 de junho de 2012

Drogas eram vendidas em pinos personalizados no interior de SP

As porções eram identificadas com selos de Maradona, Bin Laden e Amy.
Traficantes agiam em Boituva (SP), Itapetininga (SP) e cidades vizinhas.

Os policiais da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) de Itapetininga (SP) fizeram uma operação na quinta-feira (31) para desmantelar uma quadrilha de tráfico de drogas que agia em Boituva (SP). As porções eram identificadas com selos de Maradona, Bin Laden e Amy Winehouse . Ao todo, foram apreendidos 10 pessoas, 10,8 quilos de drogas, entre cocaína, crack e maconha, R$ 4,4 mil em dinheiro, quatro carros, três motos, uma arma, várias munições, diversos aparelhos eletrônicos e cerca de 50 mil pinos vazios para embalar a droga.

A operação foi resultado de uma investigação sobre tráfico de drogas em Itapetininga, que começou há três meses. Os policiais identificaram alguns traficantes na cidade e conseguiram chegar ao chefe do crime, que atuava em Boituva, Itapetininga e outras cidades da região.

Outros dois líderes, que agiam como gerentes do grupo, também foram detidos. Um deles era responsável por armazenar a droga, onde encontraram na casa dele a maior quantidade apreendida, e o outro fazia as cobranças e também negociava o entorpecente.

Policiais flagraram os traficantes pegando a droga em um dos diversos pontos de tráfico encontrados. (Foto: Divulgação / Dise)
Policiais flagraram os traficantes pegando a droga em um dos diversos pontos de tráfico encontrados.
(Foto: Divulgação / Dise)

A apreensão das drogas foi feita em vários pontos de Boituva e Itapetininga. Até uma borracharia era usada como ponto de tráfico. A operação começou por volta das 7h da quinta-feira, quando policiais encontraram o chefe do tráfico escondido em uma chácara perto da rodovia Castello Branco, e se estendeu por todo o dia.

Dos detidos, seis foram para a cadeia de Itapeva (SP). Outros quatro, entre ele, um menor, foram levados para Cesário Lange (SP). O menor ficará em um cela especial à disposição da justiça.
Um policial civil explicou que muitos menores foram flagrados, durante os três meses de investigação, fazendo o trabalho de "aviãozinho", pessoas que pegam o dinheiro com o usuário, levam para o traficante e voltam com a droga. Eles recebiam cerca de R$ 70 pelo serviço.

Droga personalizada

Os traficantes identificavam os entorpecentes com selos de personalidades. A cocaína era vendida em tubos com o rosto do Maradona estampado. Já os pinos com a face do terrorista Osama Bin Laden era para identificar a cocaína "nine", droga considerada mais pura. Até a cantora Amy Winehouse era usada, para destacar as porções de crack. A identificação também facilitava a venda.

As cápsulas usadas para dividir as drogas em porções eram identificadas com o rosto de celebridades, entre elas, Maradona, Osama Bin Laden e Amy Winehouse. (Foto: Divulgação / Dise)
As cápsulas usadas para dividir as drogas em porções eram identificadas com o rosto de celebridades, entre elas, Maradona, Osama Bin Laden e Amy Winehouse. (Foto: Divulgação / Dise)
 
Operação da Dise começou há três meses, quando investigavam traficantes em Itapetininga e descobriram que a droga vinha de Boituva. (Foto: Divulgação / Dise)Operação da Dise começou há três meses, quando investigavam traficantes em Itapetininga e descobriram que a droga vinha de Boituva. (Foto: Divulgação / Dise)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Diz o que pensas...